Fale Conosco
(48) 3225-3321

A importância de contratar um seguro para sua obra

Contratar o seguro de obras ainda não é algo muito comum aqui no Brasil, mas é uma segurança que muitas empreiteiras e profissionais da área de construção estão optando para evitar qualquer tipo de problema que pode surgir e trazer dores de cabeça no futuro.

O Brasil vem passando por uma fase de expansão e desenvolvimento. Isso significa que a infraestrutura está recebendo mais investimentos e novas construções estão em andamento. Muitos tipos de incidentes e imprevistos acabam vindo junto sem você perceber.

O seguro de obras, junto com outros métodos, é um excelente recurso para gerenciamento de risco e uma forma de evitar grandes prejuízos para a construtora.

Apesar dos avanços tecnológicos e a criação de procedimentos cada vez mais seguros, o setor de construção ainda é um dos que possuem maior número de acidentes. Contratar um seguro de obra pode ser a solução que muitos não imaginam que existe.

O que é o seguro de obra?

Em poucas palavras, o seguro de obra protege seu investimento ao cobrir acidentes que surgir em obras, instalações, montagens de estruturas, materiais, e caso ocorra algum prejuízo que envolva vizinhos e até mesmo prestadores de serviço.

Proteja sua obra contra todos os imprevistos

O seguro que garante proteção para pequenas e grandes obras pode ser acionado em diversas circunstâncias. Entre os sinistros mais populares que podem ser indenizados pelo seguro estão incêndios, erros de execução, despesas extras com trabalhadores, forças da natureza e até mesmo os danos causados à obra após finalizada.

A cobertura básica cobre os acidentes comuns das obras resguardada os casos de

– Incêndios

– Sabotagens

– Erros que podem ocorrer durante a sua execução

– Roubos qualificados

– Riscos provenientes de ações da natureza (chuvas e vendavais)

– Impacto de automóveis e quedas de aeronaves

Para as empresas que precisam de um seguro mais robusto, as corretoras podem oferecer cobertura especial que acaba abrangendo outras situações de uma obra como:

– Contenção de sinistros e despesas de salvamento

– Danos materiais relacionados a responsabilidade civil

– Desentulho do local

– Despesas de cunho extraordinário

– Incêndio após projeto finalizado e entregue

– Obras concluídas

– Obras temporárias

– Responsabilidade Civil Cruzada com e sem fundação

– Tumultos

Já as empreiteiras que precisam de uma cobertura adicional, que exija a avaliação de um profissional, as seguradoras podem cobrir:

– Equipamentos de obra

– Equipamentos de médio e grande porte

– Erros de projeto

– Lucros cessantes

– Manutenção

– Propriedade circunvizinha

– Responsabilidade civil do empregador

– Responsabilidade civil e civil cruzada

– Transporte de materiais

Segundo Caio Ottoboni, CEO da VOI Seguros, “o seguro de obra é essencial para quem busca concluir seus projetos sem correr o risco de perder dinheiro no meio do caminho”.

Para o CEO, além de seguir todos os protocolos de segurança em uma obra, a empreiteira, o arquiteto ou o engenheiro chefe deve contratar o seguro para evitar perder todo o projeto, atrasar por falta de investimento ou qualquer outra situação.

É importante ressaltar que o seguro de instalações e montagem pode cobrir situação mais específicas (como as montagens de stands em shoppings e demais estabelecimentos) e garantir a cobertura de equipamentos durante a execução de alguma atividade da empresa. Caso a sua empresa trabalhe com equipamentos eletrônicos, o seguro oferece proteção contra os danos internos e externos nas instalações eletrônicas também, tudo vai depender do contrato fechado com a sua seguradora.

Verdades e mitos sobre o seguro de obras

O seguro de obras não é uma modalidade absurdamente cara, como muitas pessoas acreditam. Segundo Caio Ottoboni, o custo pode variar entre 0,2% e 0,5%. Um valor baixo mediante prejuízos que podem surgir quando um empreendimento sofre algum dano irreparável.

Os valores seguem as tendências do mercado e podem variar entre contratos, segurados e também de corretor para corretor.

Outro grande mito apresentado pelo CEO da VOI Seguros é que para conseguir fechar o seguro, você passa por uma burocracia exaustiva. Todos os documentos solicitados pela seguradora já estão em posse do responsável pelas obras, não existem segredos ou correrias extras para fechar negócio. O processo é prático e muito simples.

Um seguro que vai além do material

Apesar de todo cuidado e das normas de segurança, muitos profissionais acabam se machucando em uma obra. O seguro de obra cobre a estrutura física, o financeiro e o mais importante, toda a equipe de profissionais envolvido com o projeto.

Os operários correm o risco de sofrer distensões musculares, escorregões e tombos, exposição a ruídos e sons altos, lesões por esforços repetitivos (L.E.R), lacerações e cortes, picadas de bichos e insetos, queda de objetos e até mesmo o óbito.

Para evitar esses acidentes é função do responsável conscientizar seus funcionários, fiscalizar o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), investir em equipamentos de qualidade e o mais importante, contratar um seguro que cubra qualquer acidente durante a execução do planejamento.

O seguro de obra, ou seguro de risco de engenharia, pode ser definido como “all risk” (todos os riscos em tradução livre), pois ao invés de listar quais acidentes e eventualidades são cobertos pela apólice, são listados apenas os itens que não estão cobertos.

São muitas opções de cobertura para proteger um patrimônio em manutenção, construção ou reforma. Não se pode evitar que imprevistos aconteçam, mas você pode estar preparado para qualquer situação que aparecer, sem perder o investimento ou novos negócios.

 

Fonte: Seguro Notícias

Disponível em: http://www.seguronoticias.com/a-importancia-de-contratar-um-seguro-de-obra